domingo, 2 de janeiro de 2011

Educar para que?


A educação nos acompanha desde o nascimento até o fim de nossas vidas. Por isso, todos os componentes da sociedade estão comprometidos com ela: a família, a escola, os grupos sociais, as igrejas, os meios de educação, enfim, tudo que nos cerca.   
Alguns pensam que educação acontece apenas no ambiente familiar ou escolar, por isso mesmo, atribuem a estes componentes toda a responsabilidade de educar. Outros pensam que a educação se restringe apenas ao ato de saber ler e escrever.
Há aqueles que com um pouco de habilidade para determinadas áreas, e com um pouco de sorte, conseguem alcançar o sucesso (dinheiro) na vida. Estes  costumam perguntar: ir à escola para que?
Para aqueles que estão em busca de uma profissão que lhe garanta sucesso financeiro, a educação se resume apenas a isso. Não diria que estas pessoas estão em busca de educação, e sim de escolarização.
O que estas pessoas não sabem, é o que realmente significa "ser e para que" ser educado. Com certeza, se pudessem avaliar a importância e os benefícios de uma educação completa, humanizada pensariam diferente.
Mas para que educar? Educar para  aprendermos e compreendermos o mundo que nos rodeia, pelo menos o necessário para que tenhamos uma vida mais digna, para desenvolver nossas capacidades profissionais e intelectuais. Para que não sejamos manipulados por aqueles que detêm o poder, mas para termos o "poder" de decidir com clareza e coerência o caminho a seguir.
A educação também tem a finalidade de nos mostrar o quão prazeroso pode se tornar o ato de conhecer e descobrir novos horizontes nos fazendo rever conceitos e consequentemente nos fazendo crescer.
Por meio da educação também aprendemos a desenvolver nossa capacidade de compreensão a respeito das diferenças sociais, sejam elas de ordem econômica, étnica, de valores, de crenças. A educação nos ajuda a conviver e aceitar as diferentes formas de viver. Nos capacita para resolvermos conflitos sem o uso da violência, apenas com o poder de uma argumentação bem fundamentada.
Devemos educar para a transformação. Devemos educar para que as pessoas se tornem de fato mais humanas, mais sensíveis. Para que adquiram mais responsabilidade pessoal e social. Para terem pensamentos mais autônomos, mais críticos, ou seja, para que tenham personalidade própria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo carinho.